sexta-feira, 4 de setembro de 2015

UFSCar Araras recebe programação do 10º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

Nos dias 8 e 10 de setembro, o CineUFSCar do Campus Araras da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) exibe filmes do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que celebrou sua décima edição neste ano, passando por dez salas da capital do Estado. Serão apresentados sete títulos de diferentes países como Argentina, Brasil, Colômbia e México.

A programação começa no dia 8, terça-feira, às 13 horas, com a Mostra Escolas de Cinema CIBA-CILECT, a divisão ibero-americana do Centre International de Liaison des Écoles de Cinéma et Télévision, entidade que reúne instituições de Ensino Superior de audiovisual. 
Já no dia 10, quinta-feira, haverá uma sessão do longa "Não Estávamos Ali Para Fazer Amigos", às 14 horas. As exibições acontecem no Anfiteatro do Centro de Ciências Agrárias (CCA).
"Ao Morrer La Vie", do Centro Universitário de Estudos Cinematográficos (CUEC) do México, é um dos curtas que será exibido, e conta uma frustrada história de amor entre dois personagens mergulhados em sua solidão: Fernando e a Morte. O curta tem direção de Alejandro Argüelles. 
 Já "Distância", da colombiana Escuela de Cine y Televisión (ECYTV), tem direção de Alirio Cruz e trata da vida de um casal e seus conflitos. 
O argentino "Abismo", da Escuela Nacional de Experimentación y Realización Cinematográfica (ENERC), retrata o encontro de Laura e Santiago, que relembrarão os tempos de universidade, refletindo sobre o que aconteceu em suas vidas desde então.

Entre as produções brasileiras estão dois curtas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp): "Look" e "Uma Bolha no Pé Esquerdo". 
O primeiro, de Rafael Bizzarro, nos apresenta Monâ, uma jovem moça que carrega um pote de vidro cheio de moedas, pedras, penas e outras coisas que são suas lembranças do passado. De repente, um par de sapatos cai de pára-quedas próximo à ela. Monâ vai atrás dos sapatos e os calça, mas perde seu pote. Então, a personagem é levada a um mundo novo. 
Já "Uma Bolha no Pé Esquerdo", de Rodrigo Faustini, conta a história de Nina, que a três dias da qualificação de seu mestrado encontra uma bolha formada em seu pé esquerdo, o que lhe tira toda a concentração. 
Outro curta brasileiro presente no Festival é "Noite de Sorte", da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul, dirigido por Rodrigo Barrero.

O longa-metragem brasileiro inédito no circuito comercial "Não Estávamos Ali para Fazer Amigos" é dirigido por Miguel de Almeida e Luiz Cabral. A obra aborda os anos finais da ditadura civil-militar brasileira e a cultura urbana manifestada por um inovador conceito de jornalismo cultural nas páginas do caderno "Ilustrada". Do último ditador, passando pela movimentação das Diretas Já, a eleição de Tancredo Neves, sua morte e a posse de José Sarney (e, entre seus primeiros atos, a censura à exibição de "Eu Vos Saúdo, Maria", de Jean-Luc Godard) – é um período em que brotam de garagens, de bairros perdidos das cidades e de pequenos ateliês grupos de rock, como Titãs e Ira!; artistas renovadores, como Arrigo Barnabé e Itamar Assumpção; poetas, como Geraldo Carneiro e Antonio Cícero; artistas visuais, como Tunga; e grupos teatrais, como Asdrúbal Trouxe o Trombone. 

O Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo é uma realização do Memorial da América Latina, Secretaria de Estado da Cultura e Associação do Audiovisual. Sua curadoria é assinada por João Batista de Andrade, Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho. 
O evento é uma iniciativa do Ministério da Cultura / Lei Federal de Incentivo à Cultura. Conta com correalização da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, Spcine e Sesc São Paulo, e apoio cultural da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) e do Cinema da Universidade de São Paulo (Cinusp). Patrocinado pela Petrobras e pela Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp). 

As exibições são gratuitas e abertas a todo o público. O Campus Araras da UFSCar está localizado na Rodovia Anhanguera, km 174.