sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Netflix anuncia sua primeira série original produzida no Brasil

A Netflix anunciou a realização de sua primeira série produzida no Brasil, intitulada “3%”.
Dirigida por Cesar Charlone, diretor de fotografia de Cidade de Deus e O Jardineiro da Fiel, a obra, que terá um enredo de “ficção social”, deve começar a ser gravada no início de 2016, e estreia no final do mesmo ano.
Segundo a revista Variety, será um thriller que se passa em um mundo dividido entre progresso e devastação, no qual a única forma de passar para o “lado bom” é através de um processo cruel, no qual apenas 3% dos candidatos têm sucesso.
Os atores Bianca Comparato, que participou da novela Avenida Brasil e fez parte do elenco de Somos Tão Jovens, e João Miguel serão os protagonistas. Escrita por Pedro Aguilera e produzida pela Boutique Filmes, 3%será filmada com a tecnologia Ultra HD 4K.
“A série questiona a dinâmica da sociedade que impõe constantes processos de seleção pelos quais todos temos que passar, gostando ou não”, disse Charlone. O produtor executivo Tiago Mello comemorou. “A disposição da Netflix de investir em conteúdo brasileiro, talento local e enredo criativo é a chave para o nosso crescimento como indústria”, disse.
“Não vemos a hora de trabalhar com uma equipe tão aclamada para nossa primeira produção original no Brasil”, afirmou Erik Barmack, vice-presidente de conteúdo local e independente da Netflix. “Estamos confiantes de que essa premissa fascinante será amplamente apreciada pelos nossos assinantes mundo afora”.
Responsável por sucessos como House of Cards e Orange Is The New Black, a Netflix disponibiliza seu conteúdo para clientes brasileiros desde 2011. Em 28 de agosto deste ano, a empresa lançará Narcos, série dirigida pelo brasileiro José Padilha e estrelada por Wagner Moura e André Matos, todos de Tropa de Elite.
Assista ao vídeo de divulgação a seguir.

3% estreia em 2016, só na Netflix
Agora é oficial: vem aí 3%, a primeira série brasileira Original Netflix.
Posted by Netflix on Quarta, 5 de agosto de 2015