segunda-feira, 4 de maio de 2015

Cinquenta Tons Mais Escuros será suspense

Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, Donna Langley, presidente da Universal Pictures, revelou que a continuação de Cinquenta Tons de Cinza será um suspense.
Não foram dados mais detalhes sobre o enredo, mas no livro Cinquenta Tons Mais Escuros, Christian Grey e Ana passam por momentos de tensão, envolvendo as ex-submissas dele.
Cinquenta Tons Mais Escuros, o segundo longa-metragem baseado na obra literária da escritora E.L. James, é esperado para fevereiro de 2017 nos cinemas. Jamie Dornan e Dakota Johnson estão confirmados na continuação.

Cinquenta Tons de Cinza foi um sucesso mundial e arrecadou mais de US$ 500 milhões (cerca de R$ 1,5 bilhão) e registrou a melhor bilheteria de estreia de um trabalho dirigido por uma mulher nos Estados Unidos, o recorde de venda de ingressos pela internet no país e o recorde de arrecadação de uma obra de recomendação etária adulta no exterior. A marca antes era pertencente a Matrix Revolutions.
O próximo filme sofrerá alterações na equipe. A diretora Sam Taylor-Johnson não continuará no cargo por divergências com E.L. James. A autora não teria ficado satisfeita com o resultado final. Segundo Langley, “o produto final é exatamente o que o estúdio e eu queríamos fazer e o que nossa diretora queria fazer”.
Em Cinquenta Tons Mais Escuros, Kelly Marcel não será mais roteirista e Niall Leonard, marido de E.L. James, fará parte da equipe que escreverá o longa. “Ele (Leonard) fez uma contribuição não creditada, no primeiro filme, e fez um trabalho muito bom”, disse a presidente da Universal.

Confira o primeiro teaser de Cinquenta Tons Mais Escuros.