sexta-feira, 3 de abril de 2015

Versão feminina de Thor supera número de quadrinhos vendidos da versão masculina

No ano passado, a Marvel anunciou que um de seus maiores personagens, o deus do trovão, passaria a ser uma mulher. Baseado na mitologia nórdica, o personagem criado em 1962 ganhou uma nova revista com esta versão, num esforço para atrair novos leitores e aumentar o apelo entre o público feminino.

As vendas dos cinco primeiros quadrinhos da nova Thor, lançados em outubro de 2014, superaram em cerca de 20 mil cópias por mês os números das primeiras cinco edições do antigo, divulgadas de novembro de 2012 a fevereiro de 2013, sem incluir os exemplares digitais.
Na estreia, foram 150.862 revistas comercializadas, contra 110.443 do anterior.
No começo da divulgação das primeiras imagens da heroína, Jason Aaron, escritor da trama, afirmou ao HuffPost Entertainment que a ideia foi dele. "As pessoas sempre me perguntavam qual era a diferença de escrever para uma protagonista mulher. Eu sempre achei a pergunta estranha. Estou escrevendo sobre um Deus, então não é como se eu tivesse que parar e mudar tudo só porque é uma mulher. É a mesma história de Thor que sempre escrevi. Esta heroína será diferente. Mas, de qualquer jeito, no fundo é a história de Thor", declarou.

THOR é o oitavo título da Marvel a caracterizar uma protagonista feminina.
No cinema, o personagem volta às telonas em “Vingadores 2: A Era de Ultron”, com estreia marcada para 23 de abril no Brasil.