quarta-feira, 27 de agosto de 2014

As Sete Irmãs - Lucinda Riley

Lucinda Riley é uma escritora irlandesa que tem cinco de seus livros publicados no Brasil, e com vários títulos nas listas de mais vendidos em todo o mundo.

Em 2012, Lucinda veio pela primeira vez ao Brasil para participar da Bienal do Livro de São Paulo, e foi aí que ela teve inspiração para escrever não um, mas sete livros. Os sete volumes que compõem a saga "As Sete Irmãs".
Ela fez uma profunda pesquisa sobre a história do Rio de Janeiro e a construção do Cristo Redentor. Quando visitou o Corcovado, conversou com a cineasta Bel Noronha, bisneta do brasileiro Heitor da Silva Costa (1873-1947), engenheiro responsável pela construção da estátua.

Confira toda a história no vídeo a seguir, com entrevista concedida ao Saraiva Conteúdo.

Agora, em 2014, ela voltou à Bienal para uma sessão de autógrafos e conversa com os leitores.

As Sete Irmãs conta a história de Maia D Apliése e suas cinco irmãs, que estão reunidas no lar de sua infância, Atlantis um fabuloso castelo isolado às margens do Lago Genebra , e acabam de saber que o seu amado pai, o misterioso bilionário Pa Salt, está morto. As irmãs foram adotadas por ele quando eram bebês, e, agora, descobrindo que seu pai foi sepultado no mar, cada uma delas recebe uma intrigante pista sobre sua verdadeira origem uma pista que leva Maia a atravessar o mundo a fim de conhecer uma mansão em ruínas no Rio de Janeiro. É lá que ela começa a juntar as peças de sua história.

Oitenta anos antes, em plena Belle Epoque do Rio, em 1927, o pai de Izabela Bonifácio deseja que a filha faça um bom casamento e consiga fazer parte da elite da cidade. Enquanto isso, o arquiteto Heitor da Silva Costa trabalha em uma estátua batizada como Cristo Redentor, e está de viagem marcada para Paris a fim de encontrar o escultor perfeito para concluir o seu projeto. Sonhadora e desejosa de conhecer o mundo, Izabela convence seu pai a deixá-la acompanhar o Sr. Heitor e sua família à Europa antes de se casar. Em Paris, no ateliê de Paul Landowski, ela conhece o jovem e ambicioso artista Laurent Brouilly, e sabe desde então que sua vida nunca mais será a mesma.

Neste conto épico e arrebatador sobre amor e perda o primeiro de uma série excepcional e encantadora de sete livros , Lucinda Riley exibe seu talento de contadora de histórias como nunca antes se viu.

Seus outros títulos publicados são A Casa das Orquídeas, A Luz Através da Janela e A Garota do Penhasco.
É muito bom ter uma autora estrangeira que se encantou com nosso país e usou parte da história de uma de nossas maiores, e mais lindas, cidades em sua obra.

E você, já leu algum destes livros?  Deixe seus comentários.
Até a próxima!