quarta-feira, 10 de abril de 2013

A vez da ficção-científica

Os filmes de ação, aventura e ficção-científica estão com tudo.

Dia 12 de abril, Oblivion chega aos cinemas. Com Tom Cruise e Morgan Freeman.
A história se passa em 2077. Jack Harper trabalha na manutenção de equipamentos de segurança em um planeta Terra irreconhecível, evacuado e destruído devido a confrontos com uma raça alienígena, os Scavs. O que restou da humanidade vive hoje em uma colônia lunar. Uma operação para extrair recursos vitais está quase completa, e logo Jack irá para este local, junto com outros sobreviventes. Só que, um dia, ele encontra uma espaçonave que traz uma mulher dentro, a Julia Rusakova. A partir daí, tudo o que Jack sabe é posto em dúvida e começa uma jornada onde ele tenta descobrir o que realmente aconteceu no passado e salvar a espécie humana.
É baseado nos quadrinhos de Arvid Nelson.


Tom veio ao Brasil em março para divulgação do filme e até visitou o Maracanã.

Na premiere foi muito simpático, atendeu os fãs, sempre sorrindo.

E em setembro, tem Elysium.

A história se passa no ano de 2154 e o mundo está dividido em dois grupos. Os muito ricos que vivem na estação espacial chamada Elysium, onde tudo é perfeito, sem doenças, sem conflitos. Enquanto que na Terra superpopulosa tudo está devastado e as pessoas vivem em meio ao caos, lutando pra sobreviver.
Max, personagem de Matt Damon, é operário em uma fábrica e acaba contaminado com radiação e a única chance dele sobreviver é conseguindo chegar em Elysium. É aí que ele encontra Spider, personagem do nosso ator Wagner Moura, que manda imigrantes ilegais pra lá. Com uma missão ousada, ele pode não só salvar sua própria vida, como também de toda a raça humana, dando um fim a essa separação.

Wagner Moura e Matt Damon



A brasileira Alice Braga também está no filme. Sua personagem se chama Frey, é uma enfermeira que tem uma filha e é envolvida com Max.
Jodie Foster faz a Secretária Rhodes, presidente de Elysium que protege ao máximo a estação de invasões.
Veja o trailer:

Nos faz pensar se isso aconteceria, pela diferença entre classes sociais que ainda é grande e falta muito para uma realidade em que todos tenham as mesmas oportunidades.

Na segunda-feira dia 8 de abril, a Sony Pictures exibiu 10 minutos de preview do filme numa sessão exclusiva. Wagner e Alice estavam presentes no evento e elogiaram um ao outro. Wagner disse: "Foi muito bom porque é uma atriz brasileira com experiência em filmar em inglês. Conversamos muito, ela me ajudou bastante."
E ela: "Foi emocionante ver o Wagner arrebentando no set e ouvir pessoas comentando sobre como ele pirou em cena."
Já quero assistir.
Leia mais: G1
IG

O diretor é Neill Blomkamp, o mesmo de Distrito 9.
Filme de 2009 que se passa em Johanesburgo, na África do Sul, onde alienígenas foram alojados nesse Distrito 9. Depois de 20 anos, uma operação de despejo começa, para transferir os aliens de lugar. A população não quer mais a presença deles ali. A MNU (União Multinacional) é quem vai conduzir esse plano, e um dos seus agentes Wikus van der Merwe é contaminado com fluido alienígena e se torna um simbionte. Por isso, ele pode ajudar a conseguir acesso ao uso da tecnologia alien. Mas ele só pode escapar com a ajuda de outro extra-terrestre. Louco, né?
Já associamos ao apartheid, quando os negros também eram exilados, vistos com preconceito e discriminados, na mesma África do Sul.
O trailer já dá uma tensão, suspense. O filme foi indicado a quatro Oscar's em 2010, de Melhor Filme, Roteiro Adaptado, Efeitos Visuais e Edição.




Outro filme desse tipo é O Vingador do Futuro. Em que a Terra só tem duas regiões habitáveis, a Federação Unida da Bretanha, mais de elite e rica, e a Colônia (antiga Austrália, dos oprimidos).
As pessoas viajam de um lado a outro pra trabalhar e etc. Douglas Quaid é um personagem que deseja sair da rotina de sempre e procura a Recall, uma empresa que implanta qualquer memória na mente da pessoa. O que ela quiser. Mas durante a implantação algo dá errado e ele começa a ser perseguido por policiais, a própria esposa também fica contra ele. Durante tudo isso ele vai descobrindo suas origens, e como se salvar de toda essa perseguição. E a terminar a exploração da Bretanha sobre a Colônia.
É adaptado do filme de 1990, com Arnold Schwarzenegger.
Ação do começo ao fim.



Gostaram?
A Hospedeira também é futurista assim, mas não com a mesma ação e suspense desses outros.

Tem algum outro filme que vocês conhecem e recomendam? Deixe nos comentários.

Até a próxima!