segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Capitão América 3 adaptará o arco Guerra Civil para os cinemas

As filmagens começam entre abril e maio de 2015 e a estreia acontece em maio de 2016


Capitão América 3 terá a participação de Robert Downey Jr. Segundo a revista Variety, o ator está prestes a assinar contrato para aparecer no filme, cuja trama deve se encaminhar mesmo para a Guerra Civil, arco que a Marvel inclusive retomará nos quadrinhos.
Nos quadrinhos, Guerra Civil mostra os dois personagens em lados opostos. Na minissérie, escrita por Mark Millar e desenhada por Steve McNiven, publicada entre 2006 e 2007, um desastre leva o governo dos EUA a sancionar uma lei que obriga o registro de todos os super-heróis, que se dividem em dois lados: os pró-registro, capitaneados pelo Homem de Ferro, e os anti-registro, liderados pelo Capitão América.

A história colocará Stark contra o Capitão América e seu alter-ego Steve Rogers, interpretado por Chris Evans, diante dos conflitos gerados pela Lei de Registro de Super-humanos, que força todo e qualquer humano com habilidades especiais a revelar sua identidade para o governo dos Estados Unidos e concordar em agir como uma força policial perante as autoridades. Stark apóia o programa enquanto Rogers prega pela liberdade dos direitos civis, levando Rogers a se tornar um foragido. A questão moral e o embate entre aqueles que já lutaram lado a lado nos Vingadores transformará Tony Stark no grande vilão de Capitão América 3, dando a Downey Jr. uma nova visão para seu personagem no futuro do Universo Cinematográfico Marvel.

O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, insistiu que a participação de Tony Stark seria importante para definir, a partir de Guerra Civil, o futuro do Universo Marvel no cinema. Fontes da revista dizem que Downey (que recebeu US$50 milhões por Os Vingadores) ganhará US$ 40 milhões por Capitão América 3, mais participação nos lucros, além de um adicional se o longa tiver desempenho melhor que Capitão América 2 na bilheteria.
Por sua vez, o site Badass Digest diz que o filme pode se chamar Captain America – Civil War ou Captain America – Fallen Son. A participação de Downey, que originalmente seria de umas três semanas, agora pode durar de 30 a 40 dias, com o aumento de sua importância na trama.
E se Steve Rogers se tornar mesmo o líder sozinho dos Vingadores ao final de “Os Vingadores – A Era de Ultron”, com uma equipe formada por Mercúrio, Feiticeira Escarlate, Viúva Negra, Máquina de Combate e Falcão, Capitão América 3 serviria como uma espécie de Os Vingadores 2.5, estabelecendo o cenário para a Guerra Civil entre os seguidores de Rogers e os adeptos de Stark. Os irmãos diretores Anthony e Joe Russo, de Capitão América 2 e 3, inclusive já estariam negociando com a Marvel para dirigir Os Vingadores 3 e possivelmente Os Vingadores 4.


As filmagens de Capitão América 3 começam entre abril e maio de 2015 e a estreia acontece em 6 de maio de 2016.