quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

"O melhor guia de Nova York", por Pedro Andrade

Pedro Andrade é jornalista e ex-modelo, e atualmente comanda alguns dos programas mais emblemáticos sobre Nova York nas TV’s brasileiras e norte-americanas, como o Manhattan Connection, da Globo News. Também é ancora do “The Morning Show”, da ABC Fusion, e é correspondente do “Good Morning America”, maior programa matinal do mundo.

Em 2010, se tornou um dos embaixadores da Brazil Foundation, associação que capta fundos e realiza a divulgação de importantes trabalhos de ONGs brasileiras.
Há 12 anos, ele vive em Nova York e toda sua experiência o levou a produzir um livro, o “O melhor guia de Nova York”, lançado em janeiro pela editora Rocco.
Nele encontramos as melhores dicas de gastronomia, moda, cultura e show bizz da cidade, todas acompanhadas de histórias pessoais e várias fotos.
“É um guia extremamente pessoal. Escrevi cada palavra, tirei cada foto e acompanhei cada etapa do processo”, disse ele em entrevista ao UOL.
Dividido em segmentos, o livro apresenta a cidade de forma original. Em uma conversa com o leitor, Pedro explica o que o viajante vai encontrar em cada local, o que esperar, quanto deve gastar, com qual celebridade vai esbarrar. E vai além de dicas frias e distantes: ele informa qual o traje apropriado para cada local, qual a melhor hora para chegar, como conseguir reservas em restaurantes disputados, o que há de melhor para ser degustado em cada local indicado, o que fazer para entrar em boates de acesso restrito, como achar “bares secretos”, onde ir caso você esteja viajando sozinho, e por aí vai.
O guia alcança públicos múltiplos, de viajantes de primeira viagem àqueles que perderam as contas de quantas vezes desbravaram a cidade, mas que não se cansaram de visitá-la.

Nova York é a maior metrópole do mundo, e isso provoca também uma grande diversidade entre as pessoas da cidade. Existe gente de todos os tipos, estilos e etnias. “Ainda existe um preconceito muito grande no Brasil com relação a ‘sub-profissões’. Em Nova York, o bartender pode ter um PhD em antropologia, o flanelinha pode ser professor universitário e o chapeleiro pode estar pagando o curso de Direito com o salário da boate. Diria que é uma cidade baseada em respeito”, comentou Pedro.

Se você também adora viagens, tem curiosidade para conhecer lugares novos, este é o livro ideal.


Para conhecer mais, visite o site (http://www.pedroandradetv.com/) e siga-o nas redes sociais.